Carne mais cara? Confira dicas para seu negócio

Carne mais cara? Confira dicas para seu negócio

Certamente você está acompanhando – nas notícias e no bolso – que a carne está mais cara no Brasil e que isso, certamente, tem influência nas atividades de seu bar ou restaurante.

A alta do preço da proteína bovina já pode ser notada nos últimos meses do ano e, de acordo com especialistas, deve se prolongar até o início do ano que vem.

Os motivos dessa variação estão ligados a diversos fatores econômicos internos e externos. Os principais deles são:

  • a entressafra, período em que diminui o número de animais prontos para o abate, somada ao aquecimento das vendas brasileiras, com as festas de fim de ano;
  • o aumento na exportação de carne para a China, motivada por uma doença nos rebanhos daquele país, fez com que os produtores brasileiros passassem a optar pelo envio da carne ao exterior, por melhor preço.

Diante dessa constatação, como ficam as opções do gestor de um bar ou restaurante para lidar com a carne mais cara?

Neste artigo o Blog da CMV tem por objetivo trazer algumas medidas e precauções para passar por esse período sem resultados negativos ou danos ao seu negócio. Confira!

Fique atento à lucratividade

Certamente você, leitor, já sabe, mas nunca é demais repetir esse conceito. De acordo com o Sebrae, lucro é o resultado positivo, que se obtém após deduzir das vendas todos custos com as despesas.

Já a lucratividade é um número percentual, obtido com a relação entre o valor do lucro líquido e o valor das vendas.

Sendo assim, em épocas de carne mais cara, é muito importante que proprietários ou sócios de bares e restaurantes estejam atentos à questão da lucratividade.

É importante utilizar de estratégia e planejamento para evitar a perda de dinheiro.

Mudanças no cardápio

A carne mais cara no mercado interfere diretamente na rotina da cozinha de um bar ou restaurante. A relação é bastante óbvia: o custo para entregar à mesa do cliente qualquer prato com a proteína animal vai sofrer alteração.

Se o seu cardápio está repleto de opções com proteínas bovina, suína e aves, é importante saber que haverá um aumento de custo – e que fazer mudanças nesse menu pode ser uma boa solução

Sendo assim, é hora de colocar a criatividade e pesquisa no topo das atividades, unir sua equipe de desenvolvimento e pensar, sim, em um novo cardápio. Não significa que todos os itens devam ser excluídos, mas que o cliente possa ter novas opções e preços que não sejam com a carne mais cara.

 

Além disso, é muito importante fazer as cotações detalhadas dos preços e ampliar seus fornecedores. É um momento de pesquisa e a CMV oferece uma solução que utiliza tecnologia para obter os melhores preços.

Conheça a ferramenta de Gestão Total de Preços e otimize seus resultados no momento de carne mais cara.